Morre o diretor e produtor Del Rangel, ex-marido de Regina Duarte

Rangel era diretor de programação da TV Cultura, em São Paulo, e antes trabalhou na TV Globo, SBT, Record e Band.

Del Rangel em 2012 — Foto: Reprodução / Youtube

Del Rangel em 2012 — Foto: Reprodução / Youtube

O diretor e produtor de TV Del Rangel, de 65 anos, morreu nesta quinta-feira (16), informou a Diretoria Executiva da Fundação Padre Anchieta. Desde 2019, ele era diretor de programação da TV Cultura, em São Paulo.

A causa da morte não foi informada. Locais de velório e sepultamento não foram informados.

Rangel fez várias novelas e séries na TV Globo nos anos 1980 e 1990. Seu último na emissora,, em 2001, foi em “Os Maias”.

Rangel passou ao time de diretores de dramaturgia da TV Globo na década de 1980, trabalhando em tramas como “Cambalacho” (1986), “O outro” (1987) e “Bebê a bordo” (1987), entre outros.

Casamento com Regina Duarte

Foi casado com a atriz Regina Duarte entre 1983 e 1995. Ele a dirigiu no seriado “Joana”, exibido pelo SBT e pela extinta TV Manchete, em 1984. Com ela, também fez o seriado “Retrato de mulher”, na Globo, em 1993.

Nos anos 1990, Rangel se transferiu para o SBT. Lá dirigiu, entre outros, “Éramos seis” (1994), “As pupilas do senhor Reitor” (1994), “Sangue do meu sangue” (1995) e “Razão de viver” (1996).

No SBT, teve ainda outras duas passagens. Em 2006, trabalhou em “Cristal”. Voltou ao SBT no fim de 2008, ficando responsável pela direção geral de “Vende-se um véu de noiva” (2009), “Uma rosa com amor” (2010) e “Corações feridos” (2012).

No cinema, dirigiu “O trapalhão na Arca de Noé” (1983), “Uma escola atrapalhada” (1990) e “Contos de Lygia” (1998).

Rangel também trabalhou no teatro. Em 1999, dirigiu a comédia “Harmonia em negro”, de Aldo Nicolaj, estrelada por Ana Paula Arósio e Cássio Scapin.

*G1