Jovem do interior de SP processa mulher de Pyong Lee por fraude em sorteio, e órgão abre apuração

Ação, que tem valor de R$ 50 mil, corre no Tribunal de Justiça de Tatuí (SP). Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria abriu procedimento para apurar caso.

Sorteio de carro zero foi feito por Sammy Lee e empresas parceiras nas redes sociais — Foto: Reprodução/Instagram

Sorteio de carro zero foi feito por Sammy Lee e empresas parceiras nas redes sociais — Foto: Reprodução/Instagram

A influenciadora digital Sammy Lee, esposa de Pyong Lee, está sendo processada por danos morais depois de ser apontada por uma seguidora por fraudar o sorteio de um carro zero. O caso foi parar na Justiça depois que Tayná Bertoglio, moradora de Tatuí (SP), participou de um concurso promovido pela influencer e alega ser a ganhadora do veículo. A informação é do portal G1.

A ação, que tem valor de R$ 50 mil, corre no Tribunal de Justiça de Tatuí e nos autos a seguidora alega que “cumpriu todos os requisitos para participar do referido sorteio e que, sem qualquer alteração no regulamento oficial, os réus promoveram mudanças nos critérios de contemplação”.

O G1 tentou entrar em contato com Sammy Lee e a empresa Quasar Treinamentos e Eventos Ltda, citada como mandatária do concurso, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem.

Segundo Tayná, o concurso foi regulamentado pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap) e realizado por Sammy Lee e parceiros da influencer no Instagram.

Para participar, os interessados deveriam cumprir algumas regras, como comentar no post do sorteio e seguir os perfis dos parceiros para ganhar um “número da sorte”.

“No desacordo com o parceiro, ela começou a agir por conta própria e mudou as regras do sorteio. No regulamento autorizado pela Secap, a data de sorteio foi marcada para o dia 5, mas ela colocou para o dia 12 por conta própria. Isso não foi autorizado”, explica Tayná.

“Quando a Lotomania [um jogo de loteria da Caixa Econômica Federal] do dia 5 saiu, se ela seguisse o regulamento, eu seria a ganhadora do carro”, afirma.

 

Ver essa foto no Instagram

 

✨ ✨ ✨ SORTEIO KWID 24/05: SECAP/ME: 04.008210/2020 GANHADORA @alessandraevol

Uma publicação compartilhada por @ presentesdasammy em

O G1 entrou em contato com a Secap, que informou que autorizou a promoção comercial “2020 com Carro Novo”.

O órgão afirmou também que, depois do sorteio, recebeu várias denúncias sobre irregularidades na apuração e, por isso, foi instaurado um processo administrativo para apurar o caso.

Pyong Lee e a esposa, Sammy Lee — Foto: Reprodução/Instagram/Sammyofc
Pyong Lee e a esposa, Sammy Lee — Foto: Reprodução/Instagram/Sammyofc

A Secap disse também que, caso as irregularidades sejam confirmadas, as infrações estão previstas no artigo 13 da Lei nº. 5.768, de 1971, que diz:

“A empresa autorizada a realizar operações previstas no art. 1º, que não cumprir o plano de distribuição de prêmios ou desvirtuar a finalidade da operação, fica sujeita, separada ou cumulativamente, às seguintes sanções:

  • I – cassação da autorização;
  • II – proibição de realizar tais operações durante o prazo de até dois anos;
  • III – multa de até cem por cento da soma dos valores dos bens prometidos como prêmio.”

Mensagens não respondidas

Sorteio de carro zero foi feito por Sammy Lee e empresas parceiras nas redes sociais — Foto: Arquivo Pessoal
Sorteio de carro zero foi feito por Sammy Lee e empresas parceiras nas redes sociais — Foto: Arquivo Pessoal

Depois do sorteio, Tayná afirma que entrou em contato com Sammy Lee pelo Instagram, mas as mensagens enviadas não foram visualizadas ou respondidas.

“Ela faltou com compromisso, responsabilidade, e teve confusão com sorteio. Conforme regulamento oficial, o número da sorte me contempla como a ganhadora do sorteio”, diz a seguidora.

“A gente fica na expectativa pelo sorteio. No dia 5 eu recebi mensagens de amigos que falaram que fui contemplada. Fiquei feliz, mas imagina você quase ganhar um carro? Eu me senti prejudicada por um problema da Sammy e o patrocinador do sorteio. Não é um problema meu. E ela deveria ter mantido de acordo com o que foi divulgado. Foi uma falta de responsabilidade e ela não pensou no seguidor e nem na expectativa e ansiedade que o concurso gerou.”

A advogada de defesa de Tayná Bertoglio disse ao G1 que o processo está em fase de citação e que aguarda o parecer da Justiça.