Idoso que teve três AVCs ganha bolo de ‘álcool em gel’ após vencer Covid

Família chegou a fazer um bolo com temática ‘álcool em gel’ para comemorar mais uma vitória do aposentado. Foram 16 dias internado.

O aposentado venceu a doença, apesar das sequelas do AVC e da idade — Foto: Arquivo pessoal

O aposentado venceu a doença, apesar das sequelas do AVC e da idade — Foto: Arquivo pessoal

“Quando chegamos ao hospital, o médico disse que era o paciente em maior quadro de risco que ele teve e que não poderia nos dar esperança de que ele venceria a doença”, conta a professora Lilian Costa Silva, de 30 anos. Ela é filha do aposentado Laércio Nascimento da Costa, de 67 anos, que venceu a Covid-19 mesmo com histórico de três acidentes vasculares cerebrais (AVC) que teve ao londo da vida. Como comemoração, Laércio ganhou um bolo com a temática ‘álcool em gel’.

De acordo com a professora, foram oito dias levando o pai ao hospital. Até que, no dia 6 de junho, ele foi internado com insuficiência respiratória. Logo em seguida, foi diagnosticado com o novo coronavírus.

O aposentado passou 16 dias internado, boa parte do tempo em um leito intensivo de Covid-19. “O agravante do meu pai é que ele teve três AVCs ao longo da vida. Isso o deixou com sequelas, tanto que hoje ele é impossibilitado de falar e a mão esquerda deu uma atrofiada. Ele já toma muitos remédios devido ao AVC”, relata a filha.

De acordo com Lilian, as sequelas que os acidentes vasculares cerebrais deixaram no pai já foram muito difíceis para ele e para a família, o que tornou o diagnóstico de Covid-19 ainda mais desesperador. “É assustador você ter essa doença na idade e condições do meu pai. Mas ele ter conseguido reagir e ter dado a volta por cima foi algo de Deus. Acho que ele é uma testemunha de que temos que ter esperança”, diz.

Laércio mora em Cubatão há 40 anos, tem oito filhos e sete netos. Conforme conta Lilian, a família é muito unida e passou por dias de tristeza e ansiedade com a internação do pai. “Ele ficou 14 dias sem comer, mas só foi internado quando ficou bem mal. Isso foi algo que nos deixou até um pouco revoltados, mas agora só temos gratidão por ele ter saído dessa”, diz.

Mesmo após recuperado, a professora relata que ele se sente um pouco fraco e precisa da ajuda da família em atividades cotidianas. Os filhos chegaram a organizar um bolo em comemoração a vitória do pai e a temática foi de conscientização, pois eles viram de perto a seriedade da Covid-19. “Espero que meu pai seja uma luz no fim do túnel, para que as pessoas tenham fé que os parentes podem sair dessa”, finaliza.

Foram 16 dias internado, mas Laércio venceu a doença — Foto: Arquivo pessoal
Foram 16 dias internado, mas Laércio venceu a doença — Foto: Arquivo pessoal

*G1