São Paulo vive expectativa sobre anúncio de nova quarentena

Coletiva do governador João Doria acontece às 12h e deve anunciar regras que cada região do estado deve adotar a partir do dia 1º de junho.

João Doria (Foto: Divulgação)

João Doria (Foto: Divulgação)

O estado de São Paulo aguarda para esta quarta-feira (27) o anúncio do governador João Doria sobre as novas regras que devem ser adotadas no período de quarentena, que foi adiada até o dia 31 de maio. A expectativa é que Doria anuncie medidas regionalizadas de flexibilização da retomada econômica.

Os critérios do Comitê de Combate ao Coronavírus do Estado de São Paulo, liderado pelo diretor do Instituo Butantan, Dimas Covas, levam em conta quatro pontos: a taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80%, o índice de isolamento mínimo de 55%, redução sustentada do número de novos casos de covid-19 por 14 dias e baixa taxa de transmissão da doença.

A expectativa é que os municípios de todo o estado sejam identificados por quatro cores – vermelha, laranja, amarela e verde – que sinalizam o grau do problema. Por esses critérios, a capital ainda estaria no pior estágio, o vermelho.

A adoção do plano de reabertura gradual deve estar restrita ao interior. Na capital, na região metropolitana e também na Baixada Santista, a propagação da doença e as taxas de isolamento ainda geram preocupação.

Na segunda-feira (25), o secretário da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo Henrique Meirelles, afirmou que a retomada começará pelo oeste do estado, em cidades com menor densidade e maior capacidade de atendimento hospitalar.

Até esta terça-feira (26), o Estado de São Paulo registrou 6.423 mortes e 86.107 infectados pela covid-19. A taxa de lotação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) no estado é de 73,5%. Na Grande São Paulo, o índice está em 86,3%. Após os feriados antecipados, o isolamento social continua registrando taxas menores que o necessário para frear primeira onda de contágio da pandemia.

*R7.com