Polícia investiga suposto estupro de menino de 10 anos atribuído a pit bull

Segundo a mãe do menino, ele relatou que o abuso sexual teria sido cometido pelo cachorro. Delegada diz que versão é inconcebível e investiga o caso em Mineiros do Tietê (SP).

A Polícia Civil investiga um caso suspeito de estupro de vulnerável em Mineiros do Tietê, no interior de São Paulo. A vítima é um menino de 10 anos que foi levado pela mãe para o hospital no sábado (7), após alegar que tinha sido violentado por um cachorro da raça pit bull. A informação é do portal G1.

A polícia e o Conselho Tutelar foram acionados depois que a médica que fez o atendimento perceber sinais de abuso sexual no menino. Aos policiais a mãe disse que o menino contou que estava com dor e que o cachorro teria machucado suas partes íntimas.

No entanto, segundo a delegada que fez o registro da ocorrência na Central de Polícia Judiciária de Jaú (SP), a alegação é fantasiosa. Por isso, foi feito um registro de estupro de vulnerável de autoria desconhecida.

“A nossa preocupação é que o menino seja vítima de um abuso sexual, o que é grave, mas a história para explicar a autoria é inconcebível. Eu registrei o boletim de ocorrência dessa foram para que os fatos sejam apurados”, explica a delegada Isabel Martignado.

O menino passou por exame de corpo de delito e agora o caso deve ser investigado pela delegacia de Mineiros do Tietê.