Chuvas na Baixada Santista deixam nove mortos e seis desaparecidos

Entre os mortos estão um casal que foi soterrado em São Vicente e um bombeiro que atuava num resgate em Guarujá. Segundo a Defesa Civil, seis pessoas estão desaparecidas.

Morro do Macaco, em Guarujá, registra deslizamentos de terra — Foto: Solange Freitas/G1

Morro do Macaco, em Guarujá, registra deslizamentos de terra — Foto: Solange Freitas/G1

Nove pessoas morreram na madrugada desta terça-feira (3) na Baixada Santista por conta das chuvas que atingem a região. Segundo o Corpo de Bombeiros, entre mortos estão um casal que foi soterrado em São Vicente e um bombeiro que atuava num resgate em Guarujá. Seis pessoas estão desaparecidas. A informação é do portal G1.

Além das mortes, a região também registrou diferentes pontos de deslizamento de terra e alagamentos.

Santos

Em Santos, uma mulher de 30 anos morreu em um deslizamento no Morro do Tetéu. Outras vítimas foram socorridas com ferimentos nos morros do Fontana e São Bento, segundo a Prefeitura de Santos.

Na cidade, diversos pontos de alagamentos foram registrados e o tráfego foi bloqueado em diferentes vias, com as avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes, na Zona Noroeste.

Defesa Civil

O Coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Walter Nyakas Junior, está na região para se reunir com prefeitos e avaliar as primeiras necessidades.

Dados do Núcleo de Gerenciamento de Emergência da Defesa Civil do Estado indicam que o acumulado nas últimas 12 horas de chuvas no Guarujá foi de 282 mm, em Santos de 218 mm, em Praia Grande 170 mm, São Vicente 169 mm e Mongaguá 160 mm, Cubatão 132 mm e Itanhaém e Bertioga o acumulado foi de 110 mm.

A previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral São Paulo, isso inclui toda a região da Baixada Santista devido a formação de uma área de baixa pressão no litoral de São Paulo e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

Morro de Santos registra deslizamentos após forte temporal — Foto: Arquivo Pessoal/Daniel Santana
Morro de Santos registra deslizamentos após forte temporal — Foto: Arquivo Pessoal/Daniel Santana