São Paulo registra quatro mortes no Estado após caos com chuvas

Segunda-feira (10) de temporais causou inúmeros danos em diversas cidades e também três mortos em Botucatu e um em Marília. Há um desaparecido

Caminhão bate em carro prata em rodovia Marechal Rondon, no Estado de SP (Foto: TV TEM/Reprodução)

Caminhão bate em carro prata em rodovia Marechal Rondon, no Estado de SP (Foto: TV TEM/Reprodução)

As chuvas que afetam o Estado de São Paulo desde a madrugada de segunda-feira (10) deixaram quatro mortos — todos em cidades do interior. A informação é do portal R7.

Na tarde da segunda, um motorista de caminhão morreu após o veículo ser engolido pela cratera que se formou na Rodovia Marechal Rondon, em Botucatu.

Na manhã desta terça-feira (11), ainda em Botucatu, morreram duas idosas, de 63 e 70 anos. Elas estavam em um carro que foi arrastado no Rio Capivari, no distrito de Vitoriana. Os corpos foram encontrados a 150 metros do veículo. Os bombeiros ainda buscam um homem que também estava no carro e está desaparecido.

Na madrugada desta terça (11), um carro caiu em uma cratera na Rodovia Leonor Mendes de Barros, em Marília. Um homem que estava no automóvel não resistiu e morreu.

Morte no ABC Paulista

No domingo (9), foi localizado o corpo de um homem de 33 anos que estava desaparecido desde sábado, após cair em um rio durante o temporal em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Outras três pessoas também caíram no córrego e foram resgatadas pelos bombeiros na sequência.

São todos da mesma família e tinham uma barraca que vendia frutas perto do córrego. Durante a chuva, formou-se uma correnteza e eles foram arrastados. Os três resgatados passam bem.

Segunda-feira de caos

A segunda-feira (10) foi marcada por uma série de problemas em função das fortes chuvas. Somente a central do Corpo de Bombeiros recebeu mais de 10 mil chamados em função das chuvas. Ao todo, as equipes atenderam 1.043 ocorrências de enchentes, 193 de desabamentos ou desmoronamentos e 219 relacionadas a quedas de árvores.

Escolas de samba contabilizam prejuízos a poucos dias dos desfiles. Na Grande São Paulo, o nível do rio Tietê subiu e houve desmoronamentos. No interior, houve alagamentos e quedas de barreiras nas estradas e dezenas de pessoas ficaram desalojadas. A prefeitura de Botucatu decretou estado de calamidade.