Bruno Covas está internado para última sessão de quimioterapia

Após término do procedimento que tem duração de 30 horas, o prefeito de SP vai passar por uma nova avaliação médica para saber se câncer regrediu.

Prefeito vai passar pela oitava sessão de quimioterapia no combate ao câncer (Foto: Reprodução / Instagram Bruno Covas)

prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), está internado no Hospital Sírio Libanês desde a noite desta terça-feira (4) para dar início à oitava sessão de quimioterapia. O procedimento, que tem duração de 30 horas, é o último previsto no segundo ciclo de tratamento no combate a um câncer na cárdia, que fica entre o esôfago e o estômago.

Mesmo internado, ele mantém a agenda de compromissos na tarde desta quarta-feira (5) e, como tem feito, despacha com secretários no quarto do hospital.

A previsão é de que, após a última sessão de quimioterapia, o prefeito passe por uma nova bateria de exames para verificar a eficácia do tratamento contra os tumores. Só então será possível afirmar se algum tratamento complementar será necessário.

Tratamento

No final de outubro, Covas recebeu o diagnóstico de câncer na cárdia e descobriu que havia metástase também no fígado e linfonodos. De acordo com o médico infectologista, David Uip, até agora o prefeito reagiu muito bem às sessões de quimioterapia e houve regressão do tumor após o primeiro ciclo de tratamento.

Mesmo depois de retomar as atividades no gabinete da prefeitura, Covas ainda precisa evitar aglomerações em agendas públicas por estar com a imunidade baixa.

Em tratamento, o prefeito não reduziu o ritmo de trabalho porque “quanto mais trabalhar, melhor pra manter a mente ocupada”. Covas já confirmou também que será candidato à reeleição à prefeitura neste ano.

No dia de combate ao câncer, prefeito visitou Hospital Municipal Santa Catarina (Foto: Reprodução / Instagram Bruno Covas)
No dia de combate ao câncer, prefeito visitou Hospital Municipal Santa Catarina (Foto: Reprodução / Instagram Bruno Covas)

Corujão do Câncer

No dia mundial de combate ao câncer, celebrado nesta terça-feira (4), a prefeitura de São Paulo informou que a fila de pacientes com câncer de estômago, esôfago e colorretal que aguardavam acesso ao tratamento foi zerada no mutirão chamado Corujão do Câncer.

Segundo a prefeitura, 68 pacientes que estavam na fila foram agendados para dar início ao tratamento em instituições conveniadas. Neste período, foram realizados 80 agendamentos de pacientes oncológicos e agendados 1486 exames de colonoscopia em pessoas maiores de 65 anos. Desse total, 403 exames já foram realizados.

Na primeira fase, é priorizado o atendimento de pacientes com os tipos de câncer de maior incidência: estômago, colorretal, tireoide e próstata. Nesta etapa, serão disponibilizadas 2.300 vagas para exames de colonoscopia para pacientes com mais de 65 anos.Em março, será a segunda fase do programa para pacientes com câncer de pele, ginecológico, hematológico, neurológico, pneumológico, oftalmológico e pediátrico. A prefeitura garante um aumento da oferta de exames como ecocardiograma, densitometria óssea, ultrassonografia mamária e endoscopia.