Cão é resgatado por bombeiros após cair em penhasco ao se assustar com fogos de artifício no interior de SP

Segundo dono, animal de 11 anos estava desaparecido desde o réveillon e deve ter caído após se assustar com os fogos em Marília (SP). Bombeiros usaram técnica de rapel para chegar ao fundo do buraco e pegar o cão, que não se feriu.

Bombeiros precisaram usar a técnica de rapel para descer no penhasco e buscar o cão de 11 anos de idade: sem ferimentos — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Bombeiros precisaram usar a técnica de rapel para descer no penhasco e buscar o cão de 11 anos de idade: sem ferimentos — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Um cachorro de pequeno porte e com 11 anos de idade foi resgatado na tarde desta quinta-feira (2) por uma equipe do Corpo de Bombeiros de Marília (SP) após cair em um penhasco com profundidade de cerca de 50 metros. As informações são do portal G1.

O itambé, como são chamados os penhascos existentes na cidade, fica no final do Jardim Bandeirantes, na zona oeste da cidade.

O local é bem próximo onde, no último dia 29, dois cães também caíram em um penhasco e apenas um foi resgatado com vida – a mãe do animal sobrevivente morreu na queda.

O dono do cão disse que sentiu a falta de seu animal de estimação logo após o réveillon. Ele acredita que o cãozinho pode ter se assustado com a queima de fogos e, ao tentar fugir do barulho, caiu no itambé.

Os bombeiros precisaram usar a técnica de rapel (descida com cordas) e conseguiram salvar o cachorro após cerca de duas horas e meia de buscas. O animal, resgatado sem ferimentos, foi devolvido ao dono.

Segundo os bombeiros, foi necessário descer com cordas por cerca de 50 metros até chegar ao fundo do penhasco — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Segundo os bombeiros, foi necessário descer com cordas por cerca de 50 metros até chegar ao fundo do penhasco — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação