Motorista bêbado que bateu em traseira de caminhão e matou cantor sertanejo é solto

Igor de Oliveira estava no banco do passageiro do carro que bateu na traseira do caminhão, na madrugada de segunda-feira (16), na SP-75. Outras três pessoas ficaram feridas.

Acidente matou rapaz de 27 anos em Itu — Foto: Arquivo pessoal

Acidente matou rapaz de 27 anos em Itu — Foto: Arquivo pessoal

O motorista que provocou o acidente que acabou com a morte do cantor sertanejo Igor de Oliveira, na madrugada de segunda-feira (16), na Rodovia Arquimedes Lamoglia (SP-75), em Itu (SP), foi liberado após a audiência de custódia, segundo o Tribunal de Justiça (TJ).

Logo depois da batida, o motorista passou pelo teste do bafômetro, que apontou a concentração de álcool de 0,59 mg/l. Sendo que, o valor mínimo que constata embriaguez ao volante é 0,05 mg/l e acima de 0,34 mg/l é considerado um crime de trânsito, segundo a Polícia Rodoviária.

De acordo com o TJ, ele recebeu o benefício da liberdade provisória condicionada e terá que cumprir medidas cautelares.

Segundo a Polícia Rodoviária, outras três pessoas ficaram feridas quando o carro bateu na traseira de um caminhão no quilômetro 30 da rodovia, no sentido Campinas (SP).

O motorista do caminhão relatou aos policiais rodoviários que sentiu uma pancada na traseira e, quando desceu para ver, o carro estava preso sob o caminhão.

Nas redes sociais, parentes e amigos fizeram homenagens ao rapaz. “Perdemos um grande artista. Sua passagem foi rápida nesse mundo, meu amigo”, escreveu um amigo.

Em outra publicação, um parente publicou uma foto com texto. “Vai em paz, primo. Que esse sorriso e essa alegria de viver fique para sempre”, disse.

O artista, cujo nome verdadeiro era Valdeci dos Santos Oliveira, estava no banco do passageiro e morreu no local. Ele será enterrado às 16h desta terça-feira (17), no Cemitério Municipal de Itu.

Amigos fazem homenagens a cantor sertanejo morto em acidente em Itu — Foto: Reprodução/TV TEM
Amigos fazem homenagens a cantor sertanejo morto em acidente em Itu — Foto: Reprodução/TV TEM