Homem recebe transplante de córnea e viraliza com post emocionado

Wandrei Silva agradeceu à pessoa que, por meio da doação de órgãos, o fez voltar a enxergar. “Que meus olhos só enxerguem o bem”, disse.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK

REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Um morador de Ribeirão Preto (SP) de 34 anos está viralizando na internet com um post comovente sobre a gratidão que sente por ter recebido um transplante de córneas. Wandrei Silva trabalha com marketing odontológico e fez a cirurgia na quarta-feira (04/12/2019). O texto que ele publicou no Facebook, na segunda-feira (09/12), já foi compartilhado milhares de vezes. As informações são do Metrópoles.

“Hoje faz sete dias que você partiu e cinco que recebi sua córnea. Não sei seu nome, não sei seu sexo, sua cor, sua religião, sua orientação sexual, se era feliz ou não, mas de uma coisa tenho certeza: você foi uma boa pessoa generosa”, diz o post acompanhado de uma foto dele com os trajes hospitalares e um curativo no olho esquerdo (leia abaixo).

Ao Metrópoles, Wandrei conta que tem miopia e, há cerca de três anos, fez um exame de rotina no oftalmologista. Foi quando detectaram que ele estava com ceratocone – doença genética que muda a estrutura da córnea – nos dois olhos, com mais gravidade no órgão esquerdo.

“Passei por outro profissional, para ter a certeza do diagnóstico, e realmente tinha ceratocone”, explicou. O homem tentou adaptação com lentes, mas não deu certo, e, por causa do incômodo nos olhos, decidiu interromper o tratamento e buscar ajuda médica.

Um ano se passou até que ele voltou a ter problemas de visão. Resolveu procurar outro especialista em Ribeirão Preto, e passou por uma cirurgia para implantar no olho esquerdo um anel de Ferrara, intervenção comum para quem sofre com a condição.

“Nos meses depois, percebi que minha vista não tinha melhorado, apesar de os exames constarem que minha miopia tinha diminuído em 3 graus e a ceratocone estagnado”, afirmou. A visão só piorava e Wandrei passou a ver halos de luz constantemente, que o atrapalhavam nas tarefas mais básicas, como assistir à televisão e dirigir.

Transplante e recuperação

Depois de várias idas e vindas a hospitais e clínicas, ele foi orientado pelo médico de que a melhor opção seria entrar para a fila de transplante. “Fiquei entre 7 e 8 meses nessa fila, com grandes expectativas. Na segunda-feira passada [02/12/2019], me ligaram do instituto onde faço tratamento, informando que havia um doador.” A operação foi um sucesso.

Ainda com dores, mas em plena recuperação, Wandrei diz que resolveu fazer o post no intuito de tranquilizar os amigos e agradecer ao anônimo que salvou sua visão, mas não esperava tanta repercussão.

No texto, ele deixa claro que nada que a pessoa possa ter feito na vida vai diminuir ou mudar a gratidão que ele sente. “Graças ao seu gesto, hoje volto a enxergar. Hoje você continua vivendo através de mim e prometo que farei de tudo para que meus olhos só enxerguem o bem.”

Até a manhã desta sexta-feira (13/12/2019), a postagem contabilizava mais de 18 mil compartilhamentos, além de centenas de mensagens de apoio desejando uma recuperação rápida.

“Fiz o post para os meus amigos e, do nada, fui recebendo notificação de compartilhamentos e curtidas, galera me adicionando, enviando mensagem perguntando sobre o processo”, comentou.

Questionado se gostaria de deixar uma mensagem para a família do doador, ele disse que não saberia o que dizer. “Só agradeceria mesmo e diria que estou honrado”, finalizou.

Sintomas

O ceratocone é uma condição em que o tecido transparente em forma de cúpula que cobre o olho (córnea) afina e se projeta para fora em forma de cone. Sua causa é desconhecida. Segundo especialistas, os sintomas incluem visão turva e sensibilidade à luz e claridade. A visão pode ser corrigida com óculos ou lentes de contato. Os casos avançados podem exigir transplante de córnea.