Criança pede material escolar em cartinha de Natal e emociona família em SP: ‘Chorei muito’

Família se emocionou ao ler carta e passou a comprar e arrecadar mochilas, cadernos e canetas para doar a menina em São Vicente, no litoral paulista.

Em Cartinha de Natal, menina de 11 anos pede por material escolar em São Vicente, SP — Foto: Arquivo pessoal

Em Cartinha de Natal, menina de 11 anos pede por material escolar em São Vicente, SP — Foto: Arquivo pessoal

Cadernos, colantes, canetas e marca texto foram os pedidos escritos por uma menina de 11 anos em uma cartinha de Natal que ela mesma tentou entregar ao Papai Noel, mas acabou ficando no avental de uma funcionária de um shopping em São Vicente, no litoral de São Paulo. A criança e sua irmã, haviam pedido para a atendente Mariana Barreiro de Falchi, de 20 anos, entregar a cartinha porque a fila estava grande, mas ela esqueceu e a mensagem acabou chegando até a família dela. As informações são do G1.

Durante a tarde, duas meninas chegaram em Mariana e pediram que ela entregasse cartinhas ao Papai Noel do shopping, pois tinham que ir embora e ainda havia muitas crianças na fila. A jovem aceitou ajudar, mas guardou as cartas em seu avental, enquanto ainda estava em expediente no restaurante em que trabalha.

Em um dia corrido de trabalho, ela encerrou as atividades às 22h e acabou se esquecendo de fazer a entrega pedida pelas crianças. Ao chegar em casa, Mariana viu as cartinhas no avental e se lembrou do ocorrido. Preocupada, ela explicou toda a situação para a mãe, a vendedora Lucimara Helena Barreiro de Falchi, de 42 anos.

Em outra parte da carta, criança pede para ganhar canetas também em São Vicente, SP — Foto: Arquivo pessoal
Em outra parte da carta, criança pede para ganhar canetas também em São Vicente, SP — Foto: Arquivo pessoal

“Foi quando li a cartinha e me emocionei, chorei muito. Além da dela, tinha a da irmã que havia pedido uma festa de aniversário neon e alguns brinquedos. Nesse momento, resolvemos ajudar essas crianças. Acho que era para chegar em nós, porque ali no shopping ninguém iria pegar as cartinhas dela, o certo seria elas levarem para o Correio, mas acho que elas se enganaram”, diz Lucimara.

Foi então que a família iniciou um mutirão em prol da boa ação. A vendedora fez uma postagem em um grupo das redes sociais e diversas pessoas abraçaram a causa. Brinquedos, roupas e materiais escolares foram arrecadados rapidamente. Neste domingo (15), elas pretendem visitar a casa das meninas para conversar com a mãe e marcar o dia da entrega dos presentes.

Mãe e filha, com a ajuda de outras pessoas, estão arrecadando material escolar para entregar para menina — Foto: Arquivo pessoal
Mãe e filha, com a ajuda de outras pessoas, estão arrecadando material escolar para entregar para menina — Foto: Arquivo pessoal

O objetivo, segundo explica Lucimara, é ver se as meninas tem outros irmãos e se eles também necessitam de algo ou querem algum brinquedo, para então marcar uma data e levar todos os materiais arrecadados. “Conseguimos até as coisas para fazer a festa neon da irmã dela e um Papai Noel para entregar o presente. São duas crianças bem carentes. A do material escolar até desenhou alguns cadernos que queria”, conta.

Para a vendedora, as cartas chegarem até ela se tornaram motivo de emoção. “O sentimento foi tomado pelo contexto em geral. Pela inocência da criança em querer entregar a cartinha ao Papai Noel. Pela desigualdade social do nosso país, em que uns tem tanto e outros tão pouco e por ela estar pedindo exclusivamente material escolar. Isso demonstra que ela tem vontade de estudar e tentar melhorar o futuro dela. Nos faz ter fé na humanidade e nos incentiva a querer realizar esse sonho”, finaliza.

Além do material escolar, família também arrecadou utensílios para promover festa pedida na cartinha da irmã da criança — Foto: Arquivo pessoal
Além do material escolar, família também arrecadou utensílios para promover festa pedida na cartinha da irmã da criança — Foto: Arquivo pessoal