Homem é preso após utilizar documentos falsos para abrir conta bancária em Santos

Policiais da DIG de Santos acreditam que suspeito aplicaria golpes, já que tentava abrir a conta para obter uma máquina de cobrança para cartões de crédito e débito.

Homem é preso em flagrante ao tentar abrir conta bancária com documentos falsos em Santos, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem é preso em flagrante ao tentar abrir conta bancária com documentos falsos em Santos, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem de 39 anos foi preso em flagrante ao utilizar documentos falsos para tentar abrir uma conta bancária em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que ele fosse aplicar golpes de estelionato. A informação foi confirmada ao G1 nesta segunda-feira (14).

Segundo os policiais da Delegacia de Investigações Gerais de Santos, o rapaz tentou abrir a conta com Carteira de Trabalho e CNH falsas, além de ter utilizado comprovante de residência no nome de outra pessoa, em uma unidade do Santander, localizada na Avenida Epitácio Pessoa, 71, no bairro Boqueirão.

O suspeito estava abrindo uma conta no intuito de obter uma máquina de cobrança para cartões de crédito e débito. Como o equipamento estaria cadastrado no nome de outra pessoa, os investigadores acreditam que ele o utilizaria para prática de golpes de estelionato.

Devido ao nervosismo no momento de abrir a conta, os funcionários suspeitaram do rapaz e acionaram a DIG. Ao receber o chamado, policiais constaram pelo sistema de informações que o homem estava utilizando uma falsa identidade e compareceram ao local da ocorrência.

Quando encontrarem o rapaz, os documentos não estavam mais com ele, porém, toda a documentação foi encontrada jogada no lixo do banheiro. O caso foi registrado como uso de documento falso na DIG de Santos e ele foi preso.

Além de documentação, suspeito teria utilizado comprovante de residência falso em Santos, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil
Além de documentação, suspeito teria utilizado comprovante de residência falso em Santos, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil