Estudante brasileira desaparecida na Alemanha é encontrada com vida, diz polícia local

Comunicado informa que Lívia Perrone Medina, 27 anos, não corre perigo. Família de Bebedouro (SP) já foi informada.

Livia Andrade Perrone, de 27 anos, está desaparecida na Alemanha — Foto: Reprodução/ Facebook

Foto: Reprodução/ Facebook

A estudante brasileira Lívia Perrone Medina, de 27 anos, que estava desaparecida desde sábado (27) na Alemanha, foi encontrada viva nesta sexta-feira (3), diz a polícia local. O comunicado informa que as buscas pela estudante, natural de Bebedouro (SP), foram encerradas e que ela não corre perigo.

“A busca pela Livia Perrone Medina, de 27 anos, emitida na quinta-feira (2 de julho de 2020), é retirada. O paradeiro de Perrone Medina pode ser determinado – não há perigo para ela. A polícia de Aachen agradece expressamente a população por seu apoio às medidas de busca”, diz a nota publicada no site da polícia.

A família de Lívia também já foi avisada. Em uma publicação nas redes sociais, a mãe da estudante, Maria Rita Perrone, disse que a filha está ‘bem e com vida’.

“Recebemos através do Consulado do Brasil em Frankfurt a confirmação de que nossa querida Lívia Perrone Medina foi encontrada bem e com vida. Aguardamos informe oficial da polícia alemã com maiores detalhes. Agradecemos imensamente a todos! “, relata o post.

O caso

A informação do desaparecimento de Lívia foi tornada pública na imprensa alemã na segunda-feira (29). Ela foi vista pela última vez no sábado (27) após embarcar em um trem de Aachen para Hamm por volta das 9h30. Um familiar da jovem viajou para a Alemanha para acompanhar o caso.

O Ministério das Relações Exteriores prestou assistência consular de forma legal e material à família por meio do Consulado-geral em Frankfurt. Amigos e familiares também se mobilizaram para descobrir o paradeiro de Lívia por meio de postagens em redes sociais.

Lívia mudou-se para a Aachen, cidade próxima da fronteira com a Bélgica, para cursar um mestrado em sustentabilidade na RWTH Aachen University em 2017.