Jovem cria ‘armadura’ para proteger mulheres em radioterapia

Macinley Butson, de 18 anos, afirmou em entrevista que objetivo da invenção é ajudar o maior número de pessoas possível e não ganhar dinheiro.

Macinley era adolescente quando se interessou pelos efeitos colaterais da radioterapia (Foto: Divulgação)

Macinley era adolescente quando se interessou pelos efeitos colaterais da radioterapia (Foto: Divulgação)

Aos 18 anos, a australiana Macinley Butson é considerada em seu país uma cientista de sucesso. Ainda na adolescência, ela teve a ideia de criar uma espécie de armadura para proteger do excesso de radiação mulheres que faziam sessões de radioterapia contra o câncer de mama.

“O objetivo desses dispositivos não é para ter ganho próprio; é ser capaz de ajudar o maior número de pessoas possível ”, disse a jovem em entrevista a um jornal australiano.

A invenção fez com que Macinley fosse premiada por diversas entidades de seu país. Chamado de Smart Armour, o escudo pode ser usado durante as sessões para deixar apenas a mama atingida pelo tumor exposta à radiação.

A jovem sempre foi fascinada pela ciência — o pai e o irmão trabalham na área de física médica — e adquiriu especial interesse em estudar os efeitos colaterais da radioterapia após conversas com o pai. Ela também perdeu um membro da família vítima de câncer de mama, o que a motivou ainda mais.

A ideia de criar a armadura surgiu quando assistiu a um filme que retratava a época medieval. A armadura desenvolvida por ela é capaz de barrar 75% da radiação que é emitida para outras partes do corpo.