River elimina Boca e pega Flamengo ou Grêmio na final da Libertadores

Atual campeão da competição continental perdeu por 1 a 0 nesta terça-feira, na Bombonera, mas avançou pela vitória por 2 a 0 na primeira partida.

Jogadores do River Plate comemoraram classificação em plena La Bombonera (Foto: Agustin Marcarian/Reuters)

Jogadores do River Plate comemoraram classificação em plena La Bombonera (Foto: Agustin Marcarian/Reuters)

O River Plate está na final da Libertadores. Mesmo com a derrota por 1 a 0 para o Boca Juniors, o atual campeão eliminou o rival nesta terça-feira (22), na Bombonera, em Buenos Aires, já que havia vencido a primeira partida por 2 a 0. A equipe tetracampeã agora espera a segunda semifinal, entre os brasileiros Flamengo e Grêmio, nesta quarta, no Maracanã, no Rio.

A grande final, no entanto, acontece só em 23 de novembro, no Estádio Nacional de Santiago, no Chile – essa será a primeira vez em que a final será disputada em local pré-definido, como acontece na Liga dos Campeões.

A equipe de Marcelo Gallardo construiu ótimo resultado, no Monumental de Núñez, também na capital argentina. Com tamanha vantagem, bastava suportar a pressão da fanática torcida e se defender das investidas de Salvio, que chegou a marcar em lance anulado pelo árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio (Fifa), e de Ábila.

Com o passar do tempo, a equipe visitante também saiu para o ataque e por pouco não marcou com Matías Suárez ainda no primeiro tempo. Para os donos da casa, faltou ter maior intensidade, valor ao peso da camisa e até um pouco de ousadia de Gustavo Alfaro antes dos minutos finais.

Diante de tamanha apatia, a Bombonera chegou a parecer um estádio quase comum. Foi quando Hurtado marcou aos 34 minutos do segundo tempo, depois de um estranho bate-rebate na área.

O gol deu a última injeção de ânimo para o Boca, acabou com a invencibilidade do River, mas não foi o suficiente para ir à decisão. Lisandro López cabeceou a última chance, mas Armani pegou sem dar rebote. O River vai à final e agora só espera o adversário para outro clássico do continente.

Jogadores do River Plate comemoraram classificação em plena La Bombonera (Foto: Pablo Stefanec/Reuters)
Jogadores do River Plate comemoraram classificação em plena La Bombonera (Foto: Pablo Stefanec/Reuters)

BOCA JUNIORS 1 X 0 RIVER PLATE

Estádio: Bombonera, Buenos Aires (Argentina)
Data-hora: 22/10/2019, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (BRA)
Assistentes: Fabricio Vilarinho e Rodrigo Figueiredo Correa (BRA)
Árbitro de vídeo: Mauricio Vigliano (ARG)
Cartão amarelo: Tevez, Mac Allister e Marcone (BOC), Lucas Martínez, Scocco, Paulo Díaz, Enzo Pérez e Nacho Fernández (RIV)

GOLS: Hutado, 34’/2ºT (1-0)

BOCA JUNIORS: Andrada; Buffarini, Lisandro López, Izquierdoz, Mas; Salvio, Marcone, Almendra (Zárate, 15’/2ºT), Mac Allister (Villa, 37’/2ºT); Tevez e Ábila (Hurtado, 15’/2ºT). Técnico: Gustavo Alfaro.

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola, Casco (Paulo Díaz, 25’2ºT); Enzo Pérez; Nacho Fernández, Palacios, De La Cruz; Suárez (Scocco, 36’/2ºT), Borré (Lucas Pratto, 21’/2ºT). Técnico: Marcelo Gallardo.