Rodrigo Bocardi confunde atleta com gandula e é acusado de racismo

Caso aconteceu na manhã desta sexta-feira (7).

Rodrigo Bocardi se desculpou por frase considerada racista (Foto: Reprodução/TV Globo)

Rodrigo Bocardi se desculpou por frase considerada racista (Foto: Reprodução/TV Globo)

Na manhã desta sexta-feira (7), Rodrigo Bocardi foi acusado de racismo enquanto apresentava o Bom Dia São Paulo.

Em um link ao vivo do jornalista Thiago Scheuer que mostrava a dificuldade dos moradores da zona leste de São Paulo na Linha Vermelha do metrô, Rodrigo perguntou se o entrevistado era gandula de bolinhas de tênis do Clube Pinheiros.

Após o questionamento, o rapaz chamado Lionel respondeu que, na verdade, era um atleta de polo aquático do clube de classe média da zona oeste.

Constrangido, o âncora do jornal regional disse que pensou que ele era um dos “parceiros” que o ajudam quando vai praticar o esporte no local.

Nas redes sociais, Bocardi foi acusado de fazer a confusão apenas porque Lionel é negro e mora na zona leste. Após a repercussão, ele tentou reverter a situação e disse que não era racista. “Eu fui pela camiseta dele perguntar se ele pega bolinha na maior inocência. Assim como eu jogo e sou querido por vários garotos que estão ali comigo todo dia. Existem brancos, negros, de tudo quanto é tipo. Espero poder encontrar todos eles hoje, bater uma bola, quem sabe, seja onde for, na quadra que for, no clube que quiser. Não vamos terminar o dia assim. Tô falando de coração. Quem enxerga preconceito nisso não tá sendo justo”, concluiu.