Em 2019, Gusttavo Lima voltou ao topo do sertanejo e lucrou alto

Cantor, que enfrentou instabilidade na carreira nos últimos anos, voltou a ser um dos principais nomes do estilo em 2019.

Gusttavo Lima: visual e estilo musical repaginados (Foto: Divulgação)

Gusttavo Lima: visual e estilo musical repaginados (Foto: Divulgação)

Gusttavo Lima completou dez anos de carreira em 2019. Aliado à essa marca histórica, o cantor também atingiu uma fase que nunca havia vivenciado antes na sua trajetória em termos de sucesso, cachê e exposição na mídia.

E esse resultado tem algumas explicações. O estilo musical de Gusttavo mudou bastante desde que ele surgiu, em 2009. Se antes a proposta artística era voltada ao sertanejo universitário, o arrocha e o forrónejo, já faz algum tempo que ele tem apostado na bachata como principal inspiração para os arranjos de seus singles.

O estilo dominicano derivado do bolero e trilha para danças, é definido por bongôs e guitarras que podem ser notados em sucessos como Milu e Cem Mil.
Milu, por exemplo, está há 20 semanas como a faixa mais tocada nas rádios do país e com 170 milhões de plays no YouTube. Prova concreta que a escolha foi acertada.

Esse estilo também tem ajudado Luan Santana a recuperar o sucesso perdido nos últimos anos após decisões erradas na carreira.

Quando a Bad Bater, que já soma mais de 110 milhões de plays no YouTube, é o maior sucesso do cantor em 2019 e um dos maiores da década. Resultado bem superior ao que ele mesmo atingiu ao apostar no pop eletrônico em 2018, por exemplo.

Esse flerte latino não significa que a forma mais tradicional de compor tenha sido vetado no repertório de Gusttavo Lima.

Quem Traiu Levou, por exemplo, é pura sofrência. Porém, essa aproximação com o gênero latino demonstra um caminho que Gusttavo deve insistir cada vez mais, inclusive no visual, que hoje está mais para Romeo Santos do que para Zezé Di Camargo.

Saiu de cena o topete de um palmo e as regatas para mostrar a boa forma física e entraram em cena blazers e paletós bem cortados. Mas as calças justas permaneceram intactas. E a fortuna, cada vez maior.

Hoje, Gusttavo está entre os dez artistas mais lucrativos do Brasil. Ele rivaliza com Wesley Safadão, Jorge e Mateus, Marília Mendonça, Henrique e Juliano e Zé Neto e Cristiano quando o assunto é cachê alto. Assim como eles, o músico recebe cerca de R$ 400 mil por show. Ao todo, são 22 shows por mês e cerca de 200 por ano. Apenas nessa fonte de rendimento, Gusttavo lucraria por volta de R$ 80 milhões anuais, sem descontar os custos fixos que o músico tem.

Nada mal para um cantor que quase chegou a abandonar a carreira quando rompeu com o escritório Audiomix, em 2014. À época, ele precisou ceder bens para pagar a multa do rompimento contratual.

Não foi simples dar um reinício para a carreira. Porém, cinco anos depois, ele não pode reclamar do que conquistou após esse período de turbulência independente. Só o iate do músico é avaliado em R$ 13 milhões. O jatinho que o ajuda nos deslocamentos saiu pela bagatela de 40 milhões de dólares. E com a recuperação da carreira, Gusttavo acabou recebendo convite para voltar para a Audiomix em 2018. E aceitou.

Isso o elevou à posição de queiridinho no escritório, que também gerencia as carreiras de Jorge e Mateus, Mateus e Kauan, Alok, Simone e Simaria, Wesley Safadão, Kevinho e Xand Avião.

Mil vezes cantarei

Em 2019, Gusttavo foi o oitavo artista mais ouvido no Spotify. Entre os brasileiros, ele fica em quarto, atrás apenas Marilia Mendonça, Zé Neto e Cristiano e Anitta.
A música mais tocada do artista no ano foi Cem Mil, a nona mais executada na plataforma em 2019 por aqui.

O disco O Embaixador (Ao Vivo) foi o segundo mais escutado, atrás de Todos os Cantos, de Marília Mendonça.

E Gusttavo é o segundo homem mais ouvido, perdendo o topo do pódio para Zé Neto e Cristiano.

O cachaceiro virou homem de família

Apesar de discreto e pouco afeito às polêmicas pessoais, Gusttavo tem uma das famílias mais populares entre os famosos. Casado com Andressa Suita, ele é pai de dois e espera o terceiro filho.

O sucesso de Gusttavo no momento faz até mesmo com que a mulher dele lucre como influencer. Ex-atriz da Record TV, ela tem cobrado R$ 25 mil por post no Instagram e R$ 35 mil por uma hora de presença em eventos. Mas ela não anuncia qualquer coisa.

Homem de família: cantor quer desacelerar Divulgação
Homem de família: cantor quer desacelerar
Divulgação

A influencer faz algumas exigências e restrições, como dispensar campanhas que a obriguem ficar muito tempo longe dos filhos e evita trabalhar nas folgas do marido. Mas se a fama do marido faz a modelo lucrar, o casamento também trouxe benefícios pro cantor. Segundo declarações de Andressa nas redes sociais, agora ele volta para casa depois dos shows e não perde mais tanto tempo na estrada.

Isso tem ajudado o músico a descansar mais e ser um pai presente, apesar da agenda que exige a realização de 22 eventos por mês, em média. Ele até mesmo já pensa em desacelerar em 2020 e fazer menos shows para passar mais tempo em casa e com a família.