Mulher é achada morta em fossa após sair do Maranhão para encontrar namorado virtual no TO

Caso começou a ser investigado após filho chegar ao Tocantins para procurar a mãe. Vítima estava desaparecida há mais de 40 dias.

Corpo foi encontrado em fossa de casa — Foto: Dicom SSP-TO/Divulgação

Corpo foi encontrado em fossa de casa — Foto: Dicom SSP-TO/Divulgação

A Polícia Civil encontrou na noite desta sexta-feira (15) o corpo de uma mulher que estava desaparecida há mais de 40 dias, após sair do Maranhão para encontrar um homem que havia conhecido nas redes sociais. A vítima foi localizada dentro de uma fossa na casa do suposto namorado em Porto Nacional, na região central do estado. A informação é do portal G1.

A vítima tem 41 anos e não teve o nome divulgado. O caso está sendo apurado pela 7ª Divisão de Combate ao Crime Organizado (7ª DEIC). A investigação começou na última quarta-feira (13), quando um filho da mulher foi até a delegacia.

Ele contou que a mãe saiu de Maracaçumé (MA) com destino a Porto Nacional para se encontrar com o homem.

“No dia em que chegou, ainda no início do mês de setembro, a mulher fez contato telefônico pela última vez com uma irmã, informando que já estava em Porto. No entanto, após mais de 30 dias sem conseguir contato com a vítima, os familiares procuraram a delegacia de Polícia Civil de Maracaçumé e registraram um Boletim de Ocorrência”, explicou o delegado responsável, Túlio Pereira Motta.

Como nome do suposto namorado os policiais deram início às investigações e descobriram onde ele morava. A polícia também verificou que a vítima tinha sido vista na companhia do suspeito somente no dia em que chegou a Porto Nacional.

O homem não foi localizado na cidade e a polícia foi até a casa dele nesta sexta-feira (15). Durante buscas no local os agentes encontraram o corpo da mulher em uma das fossas da casa, em completo estado de putrefação.

O corpo foi retirado pelos Bombeiros e recolhido pelo Instituto Médico Legal. De acordo com a polícia, exames periciais serão realizados para determinar as causas da morte.

Um inquérito foi aberto para apurar as circunstâncias da morte e o possível envolvimento do namorado no crime.

“Pelo que foi apurado até o momento a vítima tinha um relacionamento virtual com o suspeito e já teria vindo a Porto a fim de encontrá-lo em outras duas ocasiões. Contudo, ela nunca havia ficado sem dar notícias para a família. Sendo assim, as investigações irão apontar como a mulher foi morta e há quantos dias o corpo estava na fossa onde foi encontrado”, explicou o delegado.

Vítima estava desaparecida há mais de 40 dias — Foto: Dicom SSP-TO/Divulgação
Vítima estava desaparecida há mais de 40 dias — Foto: Dicom SSP-TO/Divulgação