Polícia Civil prende suspeito de matar jovem dentro de motel em Palmas

Mulher foi encontrada com marcas de queimadura e teria sido torturada antes de ser morta. Suspeito estava com o celular da vítima e foi preso em Porto Nacional, na região central do estado.

Jovem foi torturada e morta em Palmas — Foto: Reprodução

Jovem foi torturada e morta em Palmas — Foto: Reprodução

A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira (20) o suspeito de matar a jovem Marcela da Silva Soares, de apenas 19 anos, em Palmas. O crime aconteceu em um motel na marginal oeste da TO-050, no setor Sônia Regina. Há suspeita de que a vítima tenha sido torturada antes de ser morta. As informações são do portal g1.

O suspeito tem 21 anos e foi preso por agentes da Delegacia de Homicídios de Palmas, por volta das 16h, no setor Imperial, em Porto Nacional, na região central do estado. Ele estava na casa de parentes e foi encontrado com o celular da vítima.

O crime foi descoberto durante a madrugada. Testemunhas relataram à polícia ter ouvido uma discussão vinda do apartamento, de número 103, onde a vítima estava hospedada.

Os funcionários do motel acabaram encontrado a vítima ao ir vistoriar o local porque a pessoa que acompanhava a mulher saiu sem pagar. O corpo foi encontrado com marcas, que podem ser de queimaduras, na região da barriga e das pernas.

Após a prisão o suspeito foi levado para a Central de Flagrante de Porto Nacional. O delegado Guido Camilo, chefe da Divisão de Homicídio de Palmas, informou que ele confessou o assassinato. Ainda não há informação do motivo do crime.

O crime

Os relatos das testemunhas sobre a briga indicam que ocorreu uma discussão que parou de repente.

A Polícia Militar informou que a vítima estava sem documentos na hora do crime. O corpo só foi identificado no Instituto Médico Legal.

Além das marcas de queimadura as evidências indicam que ela foi estrangulada.