Condenado a 67 anos de prisão por homicídio e roubo é morto em tiroteio com a PM, em Macapá

Homem de 25 anos teria atirado contra militares antes de ser abordado por ameaça no bairro Brasil Novo, na Zona Norte.

Revólver calibre 38 encontrado com morto em tiroteio com a PM — Foto: Reprodução

Revólver calibre 38 encontrado com morto em tiroteio com a PM — Foto: Reprodução

Diego da Silva Barreto, de 25 anos, morreu na madrugada deste domingo (19) após ser baleado pela Polícia Militar (PM) durante uma troca de tiros na Zona Norte de Macapá. O confronto, segundo a corporação, começou após ele ser abordado por uma denúncia de ameaça contra outro homem. Ele teria se recusado e disparado contra a equipe. As informações são do portal G1.

A ocorrência foi por volta de 4h na Avenida Açaí, no bairro Brasil Novo. Uma equipe do 2º Batalhão, que cobre a região, foi acionada inicialmente para atender um caso de violência doméstica no local, mas ao chegar no local não havia ninguém.

Seguindo pela rua, a viatura se deparou um com um homem que relatou aos militares que tinha acabado de ser ameaçado por uma pessoa com arma de fogo. Em seguida, encontraram Diego, que correspondia às caracteristicas da denúncia.

Ainda de acordo com a PM, no momento da abordagem, ele sacou a arma e disparou contra a equipe com o objetivo de facilitar a fuga, porém a equipe reagiu e o acertou.

Diego, que tem condenações pelos crimes de homicídio e roubo com penas que somam 67 anos de prisão, ainda chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu no local.

Com ele, os militares apreenderam um revólver calibre 38. Não foi informado se Diego estava foragido. Nenhum militar foi ferido e a ocorrência foi aprentada no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).