Irmãos pescadores morrem no RJ após um deles cair no mar preso em rede de pesca e o outro infartar ao ver caçula morto

Tobias do Espírito Santo, de 32 anos, estava soltando as redes quando uma corda agarrou em um de seus pés e o puxou para dentro do mar. Miguel Joaquim da Silva, de 50 anos, morreu minutos depois. Tragédia aconteceu na manhã desta segunda-feira (12), em São João da Barra.

Irmãos pescadores Tobias Magalhães, de 33 anos, e Miguel Joaquim, de 51 anos — Foto: Reprodução/Redes sociais

Irmãos pescadores Tobias Magalhães, de 33 anos, e Miguel Joaquim, de 51 anos — Foto: Reprodução/Redes sociais

Dois irmãos pescadores morreram depois de um acidente que se tornou uma tragédia em São João da Barra, no Norte Fluminense. Um dos pescadores, identificado pelo Corpo de Bombeiros como Tobias do Espírito Santo, de 32 anos, foi arrastado para o mar depois de ficar preso em uma rede de pesca. O irmão dele, Miguel Joaquim da Silva, de 49 anos, se desesperou ao ver o irmão caçula morto e teve um infarto. As informações são do portal G1.

O caso aconteceu na manhã desta segunda-feira (12), em Atafona.

De acordo com testemunhas, Tobias estava soltando as redes quando uma corda agarrou em um dos pés dele e o puxou para dentro do mar. Os tripulantes de outra embarcação próxima, a “O Profeta I”, tentaram puxar a rede de volta para o barco, mas Tobias já estava morto.

Ao ver o que tinha acontecido com o irmão, Miguel, que já tinha problemas cardíacos, começou a passar mal. Os tripulantes então acionaram outra embarcação que já estava em alto mar e próximo deles, mas sem as redes lançadas, a “Roupa Nova”.

Ainda segundo testemunhas, Miguel chegou a ser socorrido pela embarcação para ser levado de volta para Atafona, mas o pescador sofreu um infarto e morreu ainda em alto mar.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a traineira onde os irmãos trabalhavam estava há cerca de 40 km de distância da praia.

Ação de resgate dos corpos dos irmãos contou com o auxílio de embarcações próximas, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e a Marinha — Foto: Divulgação/Defesa Civil
Ação de resgate dos corpos dos irmãos contou com o auxílio de embarcações próximas, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e a Marinha — Foto: Divulgação/Defesa Civil

De acordo com a Prefeitura de São João da Barra, a Defesa Civil Municipal tomou conhecimento do acidente às 7h e imediatamente acionou o Corpo de Bombeiros e a Marinha do Brasil, por meio da agência da Capitania dos Portos.

Os três órgãos, em operação conjunta, foram ao encontro do barco que trazia os corpos, sendo removidos para a terra em um barco do Corpo de Bombeiros e outro da Defesa Civil.

Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte trágica dos irmãos.

“Meu coração está com uma dor terrível, sufocante. Deus dê um descanso eterno de paz e luz. Amarei eternamente no meu coração”, publicou uma familiar das vítimas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, outro homem que também estava em uma das embarcações teve um mal súbito e foi levado para a Santa Casa de São João da Barra. O G1 tenta informações sobre o estado de saúde dele.

Os corpos de Tobias e Miguel foram encaminhados para o IML de Campos dos Goytacazes.

Tanto Tobias quanto Miguel deixam esposa e filhos.

Irmãos pescadores trabalhavam juntos em uma traineira em Atafona, São João da Barra, no RJ — Foto: Divulgação/Defesa Civil
Irmãos pescadores trabalhavam juntos em uma traineira em Atafona, São João da Barra, no RJ — Foto: Divulgação/Defesa Civil

VEJA TAMBÉM