Rio: Crivella quer cassar alvará de comércio que descumprir isolamento

Prefeito também cogita multar pessoas que estiverem em reuniões.

© Fernando Frazão/Agência Brasil

© Fernando Frazão/Agência Brasil

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, disse nesta segunda-feira (13) que pretende cassar o alvará de estabelecimentos comerciais que descumpram reiteradamente as normas baixadas pela prefeitura para evitar a disseminação da pandemia do novo coronavírus. Crivella também disse que cogita multar pessoas que insistirem em participar de reuniões maiores, em desobediência às recomendações de afastamento social.

O prefeito disse que os estabelecimentos que descumprem as normas fixadas para a contenção da pandemia são autuados com multa diária de R$ 891,59. “Eles poderão ser ainda interditados e, em caso de desobediência, terem notícia-crime encaminhada à delegacia ou ao Ministério Público. A partir do momento em que as multas estão sendo aplicadas, mas a conduta não muda, o próximo passado será a cassação do alvará”, disse Crivella.

Crivella disse que os bairros que registram o maior índice de desobediência às normas de isolamento social são Santa Cruz, Campo Grande, Bangu, Santíssimo e Jacarepaguá, na zona oeste e São Cristóvão, na zona norte.