Gêmeas unidas pelo peito morrem após parada cardiorrespiratória

Maria e Luna nasceram em 3 de janeiro deste ano, interligadas pelo tórax e parte superior do abdômen, pesando, juntas, 3,890 quilos.

Gêmeas siamesas nasceram na última sexta-feira (3), na Santa Casa de Campo Grande (MS) — Foto: ASCOM Santa Casa Campo Grande/Divulgação

Gêmeas siamesas nasceram na sexta-feira (3), na Santa Casa de Campo Grande (MS) — Foto: ASCOM Santa Casa Campo Grande/Divulgação

As gêmeas xifópagas (popularmente conhecido como “siamesas”) faleceram às 8h35 (de MS) desse domingo (19), em Campo Grande. Elas tiveram após parada cardiorrespiratória e a equipe da Santa Casa fez manobras de reanimação, mas, sem sucesso. A informação é do portal G1.

A assessoria de imprensa do hospital ressaltou que “foram utilizadas todas as mediações e manobras previstas na Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP)”, porém, as pacientes não resistiram.

Maria Júlia e Luna Vitória nasceram no dia 3 de janeiro deste ano, interligadas pelo tórax e parte superior do abdômen, pesando juntas 3,890 quilos. Desde o início, os profissionais ressaltaram que o caso era desafiador e inclusive entraram em contato com profissionais de outros estados. Desde então, não havia previsão para cirurgia.

Desde o nascimento, as gemelares de Alice Aparecida Silva permaneceram na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa e respiravam com auxílio de aparelhos. No período de internação, receberam alimentação parenteral, sendo acompanhadas pela equipe médica neonatal e também de cirurgia pediátrica, torácica e cardíaca, além das especialidades clínicas.

Mãe de gêmeas siamesas conhece as filhas após parto na Santa Casa de Campo Grande (MS) — Foto: ASCOM Santa Casa Campo Grande/Divulgação
Mãe de gêmeas siamesas conhece as filhas após parto na Santa Casa de Campo Grande (MS) — Foto: ASCOM Santa Casa Campo Grande/Divulgação