Menina conta à mãe que escalou sacada e pulou do 3º andar de prédio durante brincadeira com a irmã

Criança de 4 anos segue internada em hospital e tem estado regular. Segundo o Corpo de Bombeiros, ela caiu de uma altura de 10 metros.

Menina fica ferida após cair de sacada de prédio em Trindade — Foto: Vitor Santana/G1

Menina fica ferida após cair de sacada de prédio em Trindade — Foto: Vitor Santana/G1

A menina de 4 anos que caiu do prédio em que mora contou à mãe nesta quinta-feira (16) que escalou a sacada e, em seguida, pulou do terceiro andar, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. A menina caiu de uma altura de cerca de 10 metros. Os bombeiros acreditam que a grama tenha amortecido o impacto.

“Ela me falou que ela escalou e pulou, que ela não escorregou. Ela mesmo pulou de lá”, disse a mãe, Leiliane Quirino.

Patrícia Alessandra Artujo da Silva foi levada para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). Ela está internada em estado regular, consciente e respirando espontaneamente. Ela está em observação e, segundo a mãe, deve receber alta na sexta-feira (17).

A mulher explicou que estava na cozinha e as filhas, de 4 e 5 anos, estavam na sacada do apartamento brincando.

“Foi uma coisa muito rápida. Eu falei: ‘Patrícia, vem cá na mamãe, estou na cozinha’. Na hora que a irmãzinha dela veio e falou: ‘Mãe, a Patrícia caiu’. Eu falei assim: ‘Mentira’. Chamei ela, aí ela não me respondeu. Eu já olhei lá embaixo e ela tinha caído mesmo’, disse Leiliane.

Os militares que fizeram o resgate inicial da criança se surpreenderam por ela não ter nenhum sinal de fratura.

“Visualmente não foram encontradas fraturas nem ferimentos. Como ela caiu em uma grama e ela está um pouco alta, amorteceu essa queda. Foi um fator que ajudou”, disse o sargento Saulo Henrique Borges.

Patrícia Alessandra Araújo da Silva ficou ferida após cair da sacada de apartamento em Trindade, Goiás — Foto: Arquivo Pessoal
Patrícia Alessandra Araújo da Silva ficou ferida após cair da sacada de apartamento em Trindade, Goiás — Foto: Arquivo Pessoal