Homem que morreu em voo ia visitar filhos que não via há 12 anos

Raimundo Queiroz, 63, viajava do Pará para passar natal em Brasília, onde iria rever filhos e conhecer netos. Ele será sepultado no DF.

ARQUIVO PESSOAL/REPRODUÇÃO

ARQUIVO PESSOAL/REPRODUÇÃO

O homem que morreu durante um voo da Latam, que ia de Santarém, no Pará, para Brasília na última segunda-feira (16), estava vindo passar as festas de fim de ano com os filhos que não via há 12 anos e conhecer os netos, um menino de 6 anos e duas meninas de 3.

A família de Raimundo Nonato Lima Queiroz, 63 anos (imagem em destaque), vive em São Sebastião, no DF, e ele vivia em Rurópolis, no Pará. As informações são do portal G1.

De acordo com uma das filhas, Queiroz era hipertenso e viajava sozinho. “Tinha 12 anos que ele não via meus dois irmãos. Ele queria muito conhecer os netos. Era um desejo do coração dele poder abraçar os filhos e os netos”, disse ela, ao G1.

Queiroz passou mal e o avião fez um pouso não programado em Palmas (TO), mas ele já estava morto quando foi atendido pelas equipes de segurança. A companhia Latam disse que se sensibiliza com o ocorrido e esclarece que presta a assistência necessária aos familiares do passageiro.

Enterro no DF

Raimundo Queiroz deverá ser sepultado no cemitério de Sobradinho na tarde desta quarta-feira (18). O corpo chegou hoje de Palmas, após liberação do Instituto Médio Legal.