Mulher grávida pula de 2º andar para fugir de agressão do ex-companheiro

Suspeito estava mantendo a vítima em cárcere privado e sempre a agredia com chutes e socos, de acordo com a polícia.

Uma mulher grávida, que era mantida em cárcere privado pelo ex-companheiro, pulou a janela do segundo andar para fugir das agressões do homem, neste domingo (17). Ela era vítima de chutes contra a barriga, socos na cabeça e ameaças de morte.

O suspeito, na sequência, ainda pulou atrás dela e continuou a espancá-la. Ele só parou quando a polícia chegou. A vítima tem 23 anos e foi socorrida e encaminhada ao posto de saúde. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do bebê, filho do suspeito.

O caso ocorreu em Raposos (MG). Ao ouvir gritos e pedidos de socorro da mulher, vizinhos acionaram a polícia. À porta da residência, os policiais encontraram o suspeito agarrando a ex-companheira pelo pescoço, na janela.

A mulher gritou aos agentes e disse que o suspeito estava com uma faca apontada para a barriga dela. Assim, diante da situação, uma negociação foi iniciada com o criminoso e, por fim, ele decidiu soltar a mulher e ir até a porta da casa.

Desesperada, foi neste momento que a jovem pulou a janela do segundo andar do imóvel, caiu em um telhado e, em seguida, no chão. Para impedir a fuga, o ex-companheiro correu para dentro de casa e pulou a janela para persegui-la. Depois de alcançá-la o homem ainda tentou continuar as agressões, mas acabou detido pela Polícia Militar.